Eu sei

Tu sabes

Ao final

A poesia não salvará ninguém

 

Nem o guarda do posto

Que espera pelo décimo-terceiro salário

 

Nem a professora

Que espera por um convite para jantar

 

Nem o homem que planta milho

Que espera pela chuva

 

Nem o rapaz recém-formado

Que espera passar no concurso para poder casar

 

Nem o estudante

Que solitário espera o trem

 

A poesia não salvará ninguém

 

 

Anúncios