vou dissolver o meu fel

no mar que roubei do teu nome

para escrever neste livro

as iniciais que são tuas

no mar que te inicia

vou dissolver o meu fel

para que tudo em ti

que não é mar mas é imenso

possa se fazer verso

na vida que sonho minha

e que rimou com teus olhos

naquela fotografia

tomo as tuas iniciais

letra por letra

para compor aos poucos

um rosto ainda estranho

que está distante e oculto

e que se esconde de mim

no mar que em ti existe

derramo a minha tristeza

desfaço as minhas iniciais

para deixar de ser triste

se começo ou se terminas

se te busco e se te encontro

nos versos de outro poeta

tudo cabe neste mar

sonho, girassol, planeta

tudo cala quando chegas

sempre nas horas incertas

quando eu não te esperava

mulher que sequer conheço

não sei o que é mais profundo

as águas ou teu olhar

só sei que quando tu surges

me perco

me encontro

me pego

no mar das tuas iniciais.

 

Anúncios