Dizem que os poetas, assim como os lobos, se cheiram. Foi numa noite fria de névoa e sombras que conheci Adão, um iniciado nos mistérios da matéria bruta, no refinado processo que deflora a noite e na sublimação secreta das coisas. Naquela madrugada insone e sem aparente fim eu senti frio e rente às unhas seu íntimo parentesco com as coisas da terra, sua ânsia quase lupercal em vagar pelos lugares e por entre as gentes. Ainda hoje posso ouvir sua peregrinação noturna. Imaginação correndo os sete adros de igreja, as sete partidas do mundo, sete vilarejos encastelados, sete outeiros e sete encruzilhadas. Espojado, feito bicho, buscando nas letras seu fado. Na palavra, sua redenção. Ele sabe: a linguagem queima mais que bala de prata.

®Felipe Damo

Anúncios