te espero

não vens

nem de ônibus

nem de carro

nem de trem

 

te chamo

não escutas

te escondes

no jardim

por entre

as murtas

 

te procuro

e tu foges

desesperada

 

te persigo

te camuflas

e te confundo

com a noite

com a sorte

com a estrada

 

onde estarás, inspiração?

Anúncios