talvez falte dor
talvez faltem versos
poesia eu sei que me falta
esse estar poético
que tudo explica e tudo sente

ando tão calado
ando tão silente

ah, Deus!
me cubra de sentimentos verdadeiros
não quero sair por aí
a catar palavras
nesse imenso jardim

abençoai-me, senhor, de versos
as rimas eu dispenso
a verdade não
embora meus poemas sejam delicados
que não seja neles a realidade uma ausência

senhor, te peço poesia,
não clemência
não quero morrer
com o nome dela em minha boca,
mas sim com um verso de liberdade
tatuado no sangue profundo e quente
dos meus olhos cansados

Anúncios